Viagem de negócios em família pode? Pode! - Tem criança na viagem
Buscar
Viagem de negócios em família pode? Pode!
17/07/2019
Tempo de leitura: 2 minutos.

Angélica Haas Veloso, Antônio Augusto Heller Veloso e o filhote, Vinícius, de 6 anos, foram em família para São Paulo. A viagem, porém, tinha um objetivo a mais: a participação em um simpósio de empreendedorismo. E aí? Como foi? A Angélica conta!!!

Uma viagem curta, para um simpósio de empreendedorismo, em São Paulo.

Decidi levar a família, e organizamos o retorno para o domingo para que pudéssemos fazer um passeio juntos no sábado, já que o evento começava na quinta pela manhã e terminaria na sexta à noite.

Filho com 5 anos. Então, na bagagem de mão coloquei alguns jogos (mico, rouba-monte…), livrinho e lápis de pintar, sem imaginar que pudessem ser muito usados, pois até SP a viagem é curta. Como seria o primeiro voo dele, ahhh, seria só curtição.

Só que não…

Devido à instabilidade no céu de SP, o nosso voo atrasou – pasmem – 4 horas! Daria para ter ido a SP 2 vezes. E nós continuávamos no aeroporto.

Acho que o chão daquele embarque está marcado até hoje (kkkk), porque não sei quantos quilômetros fizemos ali. Os jogos foram muito válidos, compramos até álbum de figurinhas – na época da Patrulha Canina – e praticamente todos os pacotes de figurinhas que a banca tinha. Eu, que havia tido crise de pânico recentemente, achei um livro, STOP ANSIEDADE, porque naquele momento, sim, eu estava precisando.

Senti falta de um espaço kids naquele momento, porque foram seis horas intermináveis. Quatro horas de atraso, mais as duas que exigem que tu chegue com antecedência.

Enfim, hora do embarque. O Vinicius não consegue nem ver o avião decolar porque o sono falou mais alto.

Era para ser uma viagem rápida, com chegada às 22h. Acabamos embarcando às 23h. Ao menos pela manhã, os meninos puderam ficar dormindo, enquanto eu às 8h30min já estava no melhor simpósio que podia ter ido. Vivi 2 dias de muito aprendizado e motivação.

Os dois tiveram que achar atividades próximas, externas, já que o hotel era especializado em eventos e não oferecia muitas opções para crianças. A sorte foi a existência de um shopping bem próximo, onde acabaram passando boa parte da tarde.

No sábado, terminado o simpósio, pegamos um Uber e fomos visitar o Aquário de São Paulo. Lugar muito lindo, com muitas espécies de peixes, tubarões, focas, cangurus, macacos, urso polar, morcegos, jacarés, sapos, tartarugas, pinguins…mas amamos e relembramos do filme Nemo ao ver os da sua espécie, o Nemo e a Dori.

Tristeza ao ver uma tartaruga enorme, morta, e um cartaz que dizia: “O que acontece com o lixo que é jogado nos oceanos?”, e a indignação e tristeza no rosto do meu filho ao ver aquele animal marinho morto. Aproveito o momento para deixar o alerta: levem sua sacolinha para a beira da praia, sejam responsáveis pelo seu lixo.

À noite uma circulada no shopping, e no domingo o retorno para nosso lar.

O retorno foi perfeito. Após uma longa fila para despachar as bagagens, um almoço rápido e já estávamos embarcando. A decolagem, a viagem em plena luz do dia, puderam ser muito curtidas dessa vez. Estar no meio das nuvens foi emocionante para meu pequeno…”Mãe, parece algodão doce.”. Ver a felicidade no rosto dele foi algo inexplicável e a certeza de que valeu a pena.


Fim de semana  aeroporto 
Todos os comentários
Deixe seu comentário
Seu nome
Email
Website, Facebook, Twitter
Seu comentário
Sobre o blog
Quem somos
Publicidade
Midia Kit
Anuncie aqui.

©Tem criança na viagem 2019. Todos os direitos reservados.