25 fotos para definir Hanói, a capital do Vietnã - Tem criança na viagem
Buscar
25 fotos para definir Hanói, a capital do Vietnã
05/11/2018
Tempo de leitura: 3 minutos.

Hanói, como todo o Vietnã, é incrível. Segura, barata, com povo simpático, ótima comida e muita história. É uma viagem super indicada para ser feita em família – apesar de não ser um destino tradicional para nós, brasileiros. 

Tem tanta coisa por lá que montamos um post através de fotos. Vinte e cinco imagens, para sermos exatos:

 

O Mausoléu de Ho Chi Minh talvez seja a visita mais tradicional de Hanói. Abriga o corpo embalsamado do líder vietnamita. É proibido ingressar no local com bolsas ou câmeras fotográficas. Lá dentro não pode conversar, tirar fotos, andar com as mãos nos bolsos e parar. Guardas armados ditam o ritmo da fila.

 

 

Na praça Ba Dinh, Ho Chi Minh proclamou a independência do país. Imensas filas formam uma verdadeira romaria pelo local

 

 

Ao lado do mausoléu fica a área verde onde Ho Chi Minh vivia. Nas proximidades está o palácio presidencial, que era usado na época da colônia francesa

 

 

No parque é possível ver os carros usados pelo presidente, a casa simples – onde ele recebia visitantes, líderes comunistas, estudantes e estadistas – além de um lago e a residência de madeira na qual ele morou até sua morte, em 1969.

 

 

 

Nas imediações do mausoléu está a Pagoda de Um Pilar, um pequeno e único templo budista que é sustentado por um pilar. A tradição vietnamita diz que casais que desejam muitos filhos devem ir a este lugar fazer ofertas. As mulheres recém-casadas costumam levar oferendas e pedir fertilidade no casamento.

 

O lago Hoan Kiem fica no Bairro Antigo e é considerado o pulmão da capital. Seu nome significa “Lago do Retorno da Espada”: a lenda conta que o imperador Le Loi recebeu dos céus uma espada mágica que foi usada para expulsar os chineses do país. Tempos depois, a espada foi devolvida ao imperador por uma tartaruga gigante, no lago

 

 

8 – O lago e seu entorno são lindos de dia e de noite. A pista ao redor é ótima para deixar a criançada correr à vontade, e não há melhor lugar para sentar-se e ver a vida do povo de Hanói passar

 

 

No meio do lago está a ilha que abriga Ngoc Son, o Templo da Tartaruga Gigante (lembra dela? A que devolveu a espada ao imperador…)

 

 

 

O templo foi construído no século XVIII, e em seu interior guarda uma tartaruga gigante empalhada. Não vimos, mas dizem que há outra tartaruga gigante vivendo no lago até hoje…

 

 

Aos finais de semana, a rua no entorno do lago Hoan Kiem é fechada para atividades. É um alívio para os pedestres, e principalmente para quem circula com crianças, considerando o tumultuado trânsito dos dias “normais”

 

 

Brincadeiras de todos os tipos – a maioria gratuitas – são oferecidas por ali. Dá para andar de perna de pau, pular corda, jogar peteca – um esporte muito tradicional por aqui – e até fazer um cabo-de-guerra com uma enorme corda que fica à disposição. De tempos em tempos, pedestres medem suas forças por ali numa divertida competição

 

 

A Catedral de São José, em estilo neogótico, foi inaugurada em 1886. Casais costumam ir até o local fazer fotos antes do casamento

 

 

O altar e os vitrais ainda são originais. Em alguns horários a igreja fica aberta para visitação ou para as preces

 

 

O teatro aquático de fantoches Thang Long conta lendas locais com camponeses, pescadores e dragões. É cantado em vietnamita com instrumentos e coro típicos. O espetáculo dura cerca de uma hora e entrou para o Guinness Book como o mais extenso da modalidade

 

 

Os bonequeiros ficam atrás de uma lona segurando seus bonecos de madeira apoiados por longas hastes. Este tipo de teatro típico é realizado desde o século XI no Vietnã. Hoje a companhia viaja pelo mundo se apresentando em festivais de arte

 

 

Cerca de 85% dos vietnamitas se dizem budistas, mas no país também se pratica o taoísmo e o confucionismo. Templos existem em muitos lugares

 

 

O culto aos mortos é importante, mas o arroz também. Nas imediações de Hanói, diversas áreas de cultivo têm cemitérios ou túmulos isolados em meio à plantação

 

 

Na capital da República Socialista do Vietnã, no quadro de avisos em praça pública (em inglês…), o que pode e o que não pode fazer

 

 

Orgulho em vermelho: no Vietnã, não só prédios públicos exibem a bandeira do país. O patriotismo está em frente às casas e nas ruas

 

 

“Hanói Hilton”: assim ficou conhecida a prisão construída pelos dominadores franceses em Hanói em 1896. Hoje a Maison Centrale Hoa Lo é um museu

 

 

O apelido foi dado pelos pilotos de guerra americanos, que lá ficaram hospedados – ou melhor, aprisionados – durante a Guerra do Vietnã

 

 

O museu apresenta uma coleção de imagens e gravações antigas, muitas mostrando o tratamento desumano dado pelos franceses aos vietnamitas, e, por outro lado, o tratamento excepcional, de muita atenção, conforto e cuidado, supostamente dado pelos vietnamitas a seus prisioneiros norteamericanos

 

 

No tour em seu interior estão abertas à visitação celas onde homens e mulheres eram presos, as solitárias, além de roupas, apetrechos de tortura e uma guilhotina usada para matar revolucionários

 

 

 

Fizemos a viagem entre Vietnã e China de trem. Aqui falamos um pouco sobre a experiência.

Outro destino bem legal na Ásia é Singapura. Olha só. 


Ásia  Vietnã  Hanói  Vetnam  Saigon  Ho Chi Minh  Comunismo  Guerra 
Todos os comentários
Deixe seu comentário
Seu nome
Email
Website, Facebook, Twitter
Seu comentário
Sobre o blog
Quem somos
Publicidade
Midia Kit
Anuncie aqui.

©Tem criança na viagem 2018. Todos os direitos reservados.