A Cidade Proibida, na China, em 16 fotos - Tem criança na viagem
Buscar
A Cidade Proibida, na China, em 16 fotos
01/06/2018
Tempo de leitura: 2 minutos.

A Cidade Proibida é um dos lugares turísticos mais famosos da China, junto com a Grande Muralha. Visitá-la exige fôlego, calçados e roupas confortáveis, muita proteção contra o sol (claro, se não estiver chovendo ou nevando… rsrsrsrs) e um bom guia (acompanhando você ou em mãos).

Ir para lá com criança exige atenção a alguns quesitos: comida e proteção solar. Leve lanches e muita água. E, como a gente caminha a maior parte do tempo em lugares abertos, cercados de paredes e chão de pedra, o sol castiga – e o 

Textos em blogs de viagem não faltam sobre este lugar. Então a gente optou por uma “galeria de fotos”: por conta do tamanho da atração, nem sempre há fotos que façam jus a todos os tipos de espaços que existem atrás dos muros. 

 

 

Imagine caminhar uma hora até chegar em um ponto turístico, e, ao chegar, encontrar essa MUVUCA. Isso é a China, amigo. Chegada à Cidade Proibida, em Pequim.

 

 

Mao está em MUITOS lugares em Pequim. Para a gente lembrar que está em um país comunista – o que se esquece em muitos momentos, especialmente nas regiões modernas.

 

 

Apesar da quantidade de turistas, há uns espaços, perto dos pontos mais visitados, que ainda são tranquilos. E rendem fotos como esta, com as simpáticas sombrinhas colorindo a vista.

 

 

A Cidade Proibida, Forbidden City (em inglês) ou 紫禁城 – Zijinchéng, é um dos mais bem preservados complexos medievais do planeta. E é tombado pela Unesco.

 

 

O complexo tem mil edifícios (são palácios, templos, parques, jardins e lagos) e 720 mil metros quadrados de área. São 9.999 salas e quartos

 

 

A Cidade Proibida foi construída em 1406. Foram 14 anos de construção durante a dinastia Ming. Mais de 100 mil artesãos e outro um milhão de trabalhadores envolveram-se na construção da fortaleza, que é rodeada por um muro com oito metros de altura, nove de largura (base) e 6,6 metros (no topo), e cercada por um fosso com seis metros de profundidade.

 

 

Em alguns lugares, lá dentro, encontra-se o silêncio. E são nesses momentos que você consegue concentrar-se na grandiosidade da construção.

 

 

Acostumados a ver somente os prédios, nos surpreendemos com os jardins internos

 

 

 

A criançada cansa, mas gosta dos pequenos espaços de descanso

 

 

A Cidade Proibida foi residência oficial das dinastias Ming e Qing até 1911, quando a revolução republicana assumiu o Palácio.

 

 

Em 1925, a Cidade Proibida foi transformada em ‘Museu do Palácio’. Foi aberta ao público para visitação em 1950.

 

 

Amarelo é a cor do Imperador. Quase todos os telhados têm essa cor – com exceção da biblioteca, no Pavilhão da “Profundidade Literária (com telhas pretas)”, e a residência do príncipe herdeiro, que tem telhas verdes.

 

O nome “Cidade Proibida” se deve ao sistema de segurança, rígido, que controlava entradas e saídas de pessoas. Muitos funcionários viviam toda a vida sem sair dos muros, e quem tentasse ultrapassá-los sem autorização poderia ser sumariamente executado.

 

 

O complexo teria, segundo a lenda, 9.999 cômodos e meio, pois a mitologia desaconselhava que os homens tentassem se equiparar à perfeição dos deuses. 

 

Gostou do post? Tem um vídeo com imagens de lá em nosso canal no Youtube!

Não conhece a muralha e está pensando em ir? Neste texto a gente fala sobre este passeio muuuito cansativo (acesse que você vai entender… rsrsrs)

A China é tão… diferente que fizemos até um “Manual de Sobrevivência”!

Cansou de muvuca e quer ir para um lugar calmo e maravilhoso? Então é esse o caminho!


Ásia  China  História  Cidade Proibida  Arquitetura  Cultura 
Todos os comentários
Luis C
A cidade proibida é um lugar que sonho ha muito tempo conhecer mas parece que poucos bloggers por la passaram. Obrigado pela partilha
Josiane Rotta
Obrigado! Se precisar de mais informações nos acione! Abraços
Deixe seu comentário
Seu nome
Email
Website, Facebook, Twitter
Seu comentário
Sobre o blog
Quem somos
Publicidade
Midia Kit
Anuncie aqui.

©Tem criança na viagem 2018. Todos os direitos reservados.