Meu inimigo na China - Tem criança na viagem
Buscar
Meu inimigo na China
28/06/2017
Tempo de leitura: 1 minuto.

Primeiro dia na China, o país que mais gerava ansiedade em nossa trip, por motivos diversos: língua, cultura, alimentação, hábitos.

Estamos no hotel na cidade de Nanning. No décimo andar de um edifício de pelo menos vinte. E queremos tomar um café no quarto.

 

Café no quarto. Simples, né?

 

Depois de caminhar um bocado durante o dia e de (infelizmente) encontrar o Starbucks mais zoneado, sujo e demorado de nossas vidas, e de tomar um Grandi aguado e morno, queríamos mesmo tomar um café solúvel, preto e quentinho, sentados na cama. Para constar: adoramos o Starbucks, mas aquele lá foi no mínimo complicado.

Uma coisa legal que encontramos na Ásia em todos os hotéis é que tem uma chaleira elétrica em todos os quartos. Então, com o café solúvel que tínhamos guardado ao longo da viagem, conseguiríamos matar a saudade…

Vou até o 19º andar, onde o restaurante chique do hotel, com vista com mais de 180 graus para a cidade, está instalado. Chego com bermuda velha, camiseta e chinelo. O gerente e duas mulheres conversam em uma das mesas, próximo à entrada do restaurante.

Ao me ver, o gerente se horroriza: um turista, com xícara na mão e chinelo de dedos, entrando no restaurante? Levanta-se e começa a me empurrar – delicadamente, é verdade – para a porta. Uma das mulheres intervém e eu explico que estou em busca de açúcar. Ela traduz e ele, apressado, me leva até a cozinha, onde um funcionário janta e outro lava a louça – em bacias no chão.

Me serve duas colherinhas rasas do produto branquinho, eu peço mais e ele me indica para servir. Completo com mais umas quatro colheradas e ele volta a me empurrar para a porta – sempre falando em chinês, que os chineses falam em chinês conosco como se entendêssemos tudo.

 

Açúcar, por favor

 

Vou embora com um misto de estranheza, curiosidade e irritação. Que coisa.

Volto para o quarto, conto rapidamente a história enquanto a Josi prepara o café. E dá o primeiro gole.

Em um café salgado!! O cara me deu sal!!!!!

Tchê, que raiva. Fiz um inimigo na China. Esse loco que não me apareça aqui no Rio Grande do Sul. Entrego uma costela açucarada para ele!

 

Sal no café? Tá louco!

 

Quer ler mais histórias sobre a China?

O dia que encaramos “O Buraco”

Como fazer visto para entrar na China?


Ásia  Hotel  China  Nanning  Inimigo  Café  Açúcar 
Todos os comentários
Janaína Galimberti Stange
Me finei rindo desta história! Kkkkkk
Julia
hahahaha, que história engraçada! Lamento pelo sal, que cara bem sacana, hein? Feliz Natal! =)
Yangshuo: um achado no sul da China! ❤️ - Tem criança na viagem
[…] Meu inimigo na China […]
A bela Guilin, muito mais do que ponto de partida para ir a Yangshuo - Tem criança na viagem
[…]  Ah, quer conhecer a história do nosso “inimigo” chinês? Clica aqui! […]
Deixe seu comentário
Seu nome
Email
Website, Facebook, Twitter
Seu comentário
Sobre o blog
Quem somos
Publicidade
Midia Kit
Anuncie aqui.

©Tem criança na viagem 2018. Todos os direitos reservados.